domingo, 19 de abril de 2009

Susan Boyle


Susan Boyle on Britain's Got Talent

Acho que todos nós vamos nos identificar com Susan em algum momento.
Por quê?

Porque ela realiza a "grande virada" do ser humano, do herói que se prova, em segundos.

Ao entrar no palco, ela é uma derrotada. 47 anos, feia, gorduchinha. A fera da bela. O pato feio. O júri faz caras. A platéia, torce o nariz. Todos a desprezam e estão contra ela.

Ela diz que quer ser cantora profissional e quer ser como Helen Elaine Page. Ela canta "I dream the dream" from Les Misérables.

E a canção começa.

E ao abrir a boca os anjos começam a sair de sua garganta, aos milhares, e enchem o salão com sua música celestial. E a feiura de Susan derrete no ar diante de nossos olhos. Temos vontade de ajoelhar, de pedir perdão pelo julgamento precipitado, como o júri faz em seguida.

A emoção é forte, porque há uma Susan dentro de nós, querendo provar sua beleza invisível.
Eu sou assim e por isso estou aqui, chorando de camisola, como uma boba.
Acho que todos somos, até as pessoas mais bonitas e incompreendidas.

A luta é essa, a de achar uma oportunidade de soltar e mostrar o que de bom nós temos.

Agora vai lá, pegue o lencinho e assista.

Som na caixa e bom espetáculo. Um tapa na cara desse mundo que nos julga pela aparência.

Rosana Hermann, daqui


Versão legendada : http://www.youtube.com/watch?v=xRbYtxHayXo



3 comentários:

vivian disse...

Estou pasma!
Que tapa na cara dos jurados!

Regina Coeli Carvalho disse...

Comentário recebido pelo orkut da Cecília Rubem:

Oi Regina !

Tenho visitado o seu blog algumas vezes e confesso que cada vez que acesso tenho uma grata emoção. A última foi com o vídeo da Susan Boyle. Que espetáculo!!!!! Os anjos realmente estão dentro dela...
Com certeza todas nós nos identificamos com esta mulher...
Acho o seu blog muito emocionante, interessante e envolvente.
As poesias e os textos são demais.
Beijos...

Lisete de Silvio disse...

A música que ela escolheu é tão significativa...."Eu sonhei um sonho". Vai aí a tradução:

Houve um tempo em que os homens eram bons
Suas vozes eram doces
e suas palavras encorajadoras
Houve um tempo em que o amor era cego
E o mundo era uma canção
E essa cançaõ era excitante
Houve um tempo... e então tudo deu errado

Eu sonhei um sonho num tempo que se foi
Quando as esperanças eram grandes e a vida valia ser vivida,
Eu sonhei que o amor nunca morreria
Eu sonhei que Deus poderia perdoar.

Então eu era jovem e destemido,
Quando os sonhos eram sonhados, realizados e desperdiçados.
Não havia preços a serem pagos,
Nem canção não cantada, nem vinho não provado.

Mas os tigres vêm à noite,
Com sua voz suave como o trovão,
Como se despedaçassem suas esperanças
Como se transformassem seus sonhos em vergonha

Ele dormiu por um verão comigo
Ele preencheu meus dias com amor sem fim
Ele levou minha juventude em sua correia
Mas ele se foi quando o outono chegou

E ainda sonhava com ele vindo a mim
E nós viveríamos os anos juntos,
Mas há sonhos que não podem ser
E há tempestades que não podemos prever.

Eu tive um sonho de como minha vida seria
Tão diferente deste inferno que estou vivendo
Tão diferente agora daquilo que parecia
Agora a vida matou o sonho
Que eu sonhei.


Beijo, amiga