domingo, 9 de maio de 2010

Mãe

Há vinte anos guardo comigo esses sapatinhos e há dois meses os coloquei no quadrinho. Mais que meu caminhar, representam também meu aprendizado e crescimento ao lado da Clara. Quando ela nasceu, meus passos como mãe eram tão pequeninos quanto seus pés. Na troca diária da nossa caminhada, na vivência de mãe e filha, nos fortalecemos casa vez mais. Hoje nossa relação é sustentata por respeito e admiração mútua.
Ser mãe é o papel mais prazeroso que desempenho.
Obrigada filha!

4 comentários:

Beta disse...

Nossa que lindo!!
bj

Max disse...

Que gracinha!
Você sempre criativa.

Maria Thereza disse...

Rê, ficou lindo e muito mais lindo ainda pelo significado! Eu não sou mãe, mas gostaria muito de ser abençoada. Desde que Deus não se importasse com os meus 51 anos! Quer dizer ...foi!!! Rsrsrsrs
Parabéns amiga, crescer e admitir que aprendeu com a pequena e agora mulher e amiga, companheira. Isso é verdade de vida e dá muito orgulho.
Parabéns, ficou tudo, muito lindo!
Beijos!

vivian disse...

Mestra,
Que quadrinho delicado e significativo.
Admiro essa relação de vocês e acredito que essa maturidade e determinismo da sua filha tem muito da genética e educação da mãe.
Repito o que digo sempre para você, seu comportamento, seus valores, seus ensinamentos como minha professora foram importantíssimos para minha formação e pela bagagem que carrego hoje.
Muito obrigada sempre!
Seja muito feliz!