sexta-feira, 3 de junho de 2011

Por onde caminham nossos pés?

6ª feira por volta das 18h atravesso o Largo do Machado e ouço ao longe alguém cantando “Borbulhas de Amor”. Procuro de onde vem àquela voz e, surpresa, descubro o Carlos Rogério.


Paro admirada e espero o término da música, compro um CD e lhe pergunto se posso voltar no sábado para o fotografar para o blog e divulgar seu trabalho. Ele sorri, diz que sim, nos despedimos e volto para casa com mais uma lição de vida. Sigo pensando por onde caminham nossos pés.

Sábado, levei Clara a tiracolo para fotografar o Carlos. Ele contou-me um pouco de sua vida.


É natural do Espírito Santo, chegou ao Rio de Janeiro na década de 70 e começou a gravar seus CDs em 1990.

Costuma se apresentar no Calçadão de Campo Grande, na Praça Saens Pena, no Largo da Carioca e no Largo do Machado.

Enquanto conversamos, Clara o fotografava - e as pessoas paravam para o ouvir e admirar sua destreza em autografar seus CDs com os pés.


Carlos Rogério Rocha, além de bom cantor, é um exemplo de persistência, dignidade, alto astral e superação.

Percebo sua cadeira de rodas um tanto gasta e ele me conta que foi produzida por ele para transportar seu equipamento musical.

Trocou as rodas originais por rodas de moto para suportar o peso, soldou com os pés as placas onde acondiciona os CDs, o alto-falante e mais sua bagagem.


Seus pés me conduziram a uma viagem para o meu interior. Por onde tenho caminhado? Como uso meus pés? Pisam com delicadeza? Superam obstáculos?

Algumas perguntas ainda sem respostas. Somente uma certeza; pés podem ser poéticos, como são os pés do Carlos Rogério.


Como ele não tem acesso à internet, prometi que iria imprimir a postagem e levar juntamente com as fotos para presenteá-lo.

Se você quiser o ouvir cantar e adquirir seu CD, seu telefone de contato é (21) 93159137.

22 de Maio de 2011

Fotos: Anna Clara Carvalho

Veja também: Cata-Vento

20 comentários:

CESJ forever disse...

Eu aqui desanimada da vida e vjo esse exemplo de persistencia...ai me pergunto pra q me serve os pés...quero caminhar como Carlos,chega de ficar parada!!!amei a matéria...Dá um abraço no Carlos por mim.bjos Regina

Marcia disse...

Rê,
Que lição de vida.
Você sempre nos presenteando com suas descobertas.
Costumo passar pelo Largo da Carioca vou tentar achar o Carlos para adquirir seu Cd.
Abs.

Jana Arruda disse...

Amiga e eterna mestra! Sempre vc! Sempre vc nos trazendo lindas novidades, lições de vida e, nos levando à reflexão e às lágrimas! Obrigada por mais essa oportunidade! O Carlos Rogério já tem mais uma fã! Passarei pelo Lg do Machado - assim q possível - para ouvi-lo e conhecê-lo! Bjs. ;o)

Juli Lima disse...

Bom dia! Belo gesto o seu. Não poderia esperar algo diferente. Vc é toda coração. Parabéns por divulgar e oportunizar a um brasileiro o q "nossos eleitos" tentam nos tirar, a dignidade. Conte comigo nessa campanha! Bj no coração

Mafia Sonora disse...

São exemplos assim que fazem a gente pensar que as vezes reclamamos de barriga cheia, um exemplo de vida com certeza, beijão Regina :-)

Ana Ferreira disse...

São incrivelmente poéticos os pés do Carlos Rogério e, certamente, mais sensíveis do que as mãos de muitas pessoas. São pés sofridos. Pés que caminham por entre espinhos, mas que sabem transformar esses espinhos em flores. São pés que constroem, que edificam, que escrevem e pintam. São pés que falam, que choram, que abraçam, amam, oram... Querida Regina... Sua excelente crônica conduz o leitor a uma profunda reflexão. Lembrei dos milhares, talvez milhões de pessoas que se queixam porque de entre as quatro dúzias de sapatos que guardam dentro do armário, nenhum deles combina com a blusa que irá usar na festa de domingo... Já passei algumas vezes no Largo do Machado, mas nunca tive o prazer de ver o Carlos Rogério. Como eu gostaria de admirar esses pés! Como eu gostaria que eles autografassem um CD para mim! Regina, receba meu carinho e meu abraço. Desejo-lhe um dia plena de sorrisos e felicidade.

Blog de Ana Marly Jacobino disse...

Ai, Amore MIo, como é bom interagir com estes modelos e exemplos de vida. Conheço e colaboro com os "Pintores que pintam com os pés ou com as bocas" em São Paulo e tive uma aluna que fazia e faz tudo com os pés e a boca, excelente e esforçada aluna. Eu passava por um pesado tratamento quimioterápico e a olhava como meu exemplo maior. Somos felizes mesmo nos momentos de grandes obstáculos. Regina: os amigos e as suas vivências nos empurram para a frente e asim vamos colhendo nas suas palavras o amor tão procurado pelo ser humano e que esta bem a sua frente no dom fraterno da amizade. Obrigada pelas palavras tão repletas de significados para quem acaba de perder o pai modelo e grande amigo para tudo que eu fazia na vida. Abraços Poéticos desta CaipiracicabANA Marly de OLiveira Jacobino

António Gallobar disse...

Olá amiga Regina

Encontrei o seu blog por mero acaso, e logo vim encontrar uma mensagem de perseverança e de muita coragem e o seu ilustre convidado merece bem esse destaque, parabéns para si e para ele, moro do outro lado do Atlantico, caso contrario bem gostaria de ter esse maravilhoso CD de alguém que luta pela vida e pela sua dignidade, obrigada por isso. Para terminar este comentário vou servir-me de algumas palavras poéticas de Albert Einstein


“Há duas formas para viver a sua vida:
Uma é acreditar que não existe milagre.
A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre.”

Acrescentando que a coragem de Carlos Rogério é realmente um milagre e um grande exemplo de vida.

Adorei passar aqui. Vou voltar

Blog de Ana Marly Jacobino disse...

Quero deixar para o Carlos Rogério os meus aplausos e dizer que ele está no panteão dos artistas brasileiros. Apaudo em pé o seu trabalho e mando mais aplausos aqui da minha Piracicaba. Abraços Poéticos desta CaipiracicabANA Marly de Oliveira Jacobino

PS: Parabéns Carlos por ter encontrado na sua vida a querida Regina e Regina parabéns por ter encontrado o Carlos Rogério

Camila Lima disse...

Oi minha linda! Que saudades! O tempo me foge, brinco que o blog está até com poeirinhas... Mas que exemplo de superação!!! Nossos problemas diminuem frente a isso! Beijos saudosos!

Cristiane Muniz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cristiane Muniz disse...

A história de vida do Carlos nos faz repensar nossa própria caminhada. Pessoas como ele nos levam a agreditar que nesta vida o que mais importa é nossa força de vontade interior, perseverança e alegria de viver. O Carlos, além de talentoso, é um exemplo de superação. Parabéns a ele e a você Regina por nos apresentá-lo. Um grande abraço cheio de carinho e admiração direto aqui de Minas Gerais.

Anônimo disse...

São esses exemplos, minha amiga, que nos empurram para frente, que nos ensinam que a vida precisa e deve ser agradecida diariamente.
Obrigada Rê por, mais uma vez, nos presentear com histórias de vida que nosssos olhos não conseguem perceber porque não temos o olhar como seu, sempre direcionado para o outro.
Tomara tivéssemos algumas Reginas no mundo que teríamos um mundo mais justo e humano.
Repito por aqui o que já lhe disse várias vezes, conheci primeiro a psicóloga, prfissional excelente, a cada dia conheço mais um pouco da pessoa que tornou minha vida colorida.
Abraço fraterno.
Max Xavier

soninha disse...

Amei o seu trabalho!Deus te abençoe.paz!

Roxana Maria Filetti disse...

Fiquei comovida com sua reportagem sobre Carlos, um exemplo espetacular de superação. Como estamos por aqui, em São Paulo, coloque uma musica dele em seu blog, para que a gente possa ouvir, compartilhar.

Obrigada por sua visita em meu blog, volte sempre!
Grande abraço!

Roxana Maria Filetti disse...

Ah... obrigada por sua visita no foto em movimento

um amor consolidado é mesmo o que de melhor podemos esperar dessa vida

bjs

Vera disse...

Olá, Regina! Fantástico! Só alguém especial como você para dar a atenção merecida ao Carlos Rogério. No geral, as pessoas nem percebem muito as outras no vaivem do seu dia-a-dia. Diga-lhe que adoro "Borbulhas de Amor",e vou ter o prazer de ouvi-lo daqui da Bahia. Ele é um exemplo de superação, enquanto parte do mundo se curva diante das dificuldades menores. Isso é motivo para aplaudi-lo de pé. Isso mesmo Carlos! De pé! Pois, sãos seus pés que lhe fazem um ser humano NOBRE. Não esqueça disso. Que Deus lhe ilumine sempre, sempre! Fé, Força e Determinação! Nunca desista de sonhar... Um abraço bem baiano pra você, querido!Aguardo o meu CD autografado.

Vera Verá disse...

Olá, Regina!

Retifico para Vera Verá.

Abraços no Carlos.

Celêdian Assis disse...

Regina,

Atitudes podem marcar pela grandeza, mas a grandeza não se mensura pelo tamanho, mas pela dimensão que alcança. O seu gesto de carinho e solidariedade, de reconhecimento do valor de uma vida como a de Carlos Rogério. Parabéns pela sua grandiosa atitude e ao Carlos por sua atitude diante da vida, que certamente é uma enorme motivação para tantos que se quedam diante de pequenas dificuldades.
Um grande abraço,
Celêdian

Vanessa Oliveira disse...

Minha querida Regina, você e suas descobertas, né? E que descoberta!
Que cara incrível! Que exemplo de vida, de superação...
Vendo coisas desse tipo, vemos como somos ingratos ao reclamarmos da vida. Existem pessoas que são felizes com muito pouco. O texto ficou excelente. Aplausos, meu anjo.
Beijo no coração.