sábado, 2 de maio de 2009

Homens sem bússulas....

Coisas de geógrafos, talvez.

E eu, fálica, descobri: sou fêmea. Fêmea que se descobre assim, numa tarde como aquela, enquanto você penteava meus cabelos. Coloca as mãos aqui debaixo, porque sou fêmea mansa. E, se olhar bem de perto, vai andar nos meus desertos. E, se quiser, vai cavalgar nas minhas paisagens. Porque amar mulher é negócio simples. Amar fêmea é coisa para homens que se guiam sem bússolas. Geógrafos disfarçados.

Raquel Lemos

2 comentários:

Eurico disse...

E eu que não tenho mais bússolas, nem astrolábios, acho que nem astros, nem lábios...
Mas adoro me perder na geografia feminina...

Abraçamigo e fraterno.

Max disse...

Linda e serena como sempre!
Um carinho!