quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Direitos imprescritíveis do leitor



No Dia Nacional do Livro, os direitos imprescritíveis do leitor formulados pelo escritor francês Daniel Pennac:


  1. O direito de não ler.
  2. O direito de pular páginas.
  3. O direito de não acabar de ler um livro.
  4. O direito de reler.
  5. O direito de ler qualquer coisa.
  6. O direito ao bovarismo.*
  7. O direito de ler em qualquer lugar.
  8. O direito de pinçar qualquer trecho do livro.
  9. O direito de ler em voz alta.
  10. O direito de se calar.


*bovarismo, s.m. 1. tendência que certos indivíduos apresentam de fugir à realidade e imaginar para si uma personalidade e condições de vida que não possuem, passando a agir como se as possuíssem (Dicionário Houaiss de língua portuguesa, 2004, 1ª reimpressão com alterações).


Fonte: Casa do Psicólogo

Um comentário:

vivian disse...

Mestra,
Mesmo tendo sido sua aluna há tantos anos continuando aprendendo com você.
Adorei o "bovarismo". É assim mesmo que acontece quando lemos algumas passagens.
Abraços saudosos.