domingo, 27 de abril de 2008

As mulheres que marcaram a minha vida

Minha mãe, Helena, que aos 39 anos, com 4 filhos crescidos descobriu-se grávida. Orientada a fazer um aborto, pois naquela época, na idade dela a gravidez era vista como algo muito perigoso. Mamãe, então, disse Sim! para a vida. Contrariando a corrente de que mulher naquela idade geraria filho “ com defeito”, eu nasci.

Uma infância com algumas dificuldades pois éramos 5 filhos, cresci e desenvolvi-me com ajuda da outra mulher da minha vida: Ruth.

Minha dindinha estava sempre com minha mãe, ajeitando minhas asas para eu voar. Ajudou-me muito financeiramente, mas ajudou-me mais psicologicamente, transmitindo-me valores, carinho, atenção e dedicação.

Outras mulheres foram passando pelo meu caminho, deixando seus rastros; minha irmã, minhas primas, minhas tias.

Aos 35 anos fui mãe e em plena maturidade outra mulher cruzou meu caminho para que aprendêssemos juntas: Anna Clara.

Com milha filha aprendi a vivenciar o amor na sua forma mais completa, o amor que ouvia falar: o amor incondicional.

Para essas mulheres peço as bênçãos de Deus.

Mamãe e dindinha recebam a minha saudade e as minhas vibrações de harmonia.

Minha filha receba o meu agradecimento por me permitir ser uma pessoa melhor depois que você nasceu.

Regina Cœli Carvalho
01/02/07

3 comentários:

Auristela Fusinato Wilhelm disse...

Linda homenagem querida. Faço minhas suas palavras em homenagem às mulheres de minha vida. Mãe, avós, bisas, dindinhas, minhas três filhas e minha neta.

soraia disse...

Regina, adorei todo o seu blog mais em especial a homenagem para as mulheres de sua vida. Parabéns por estas lindas mulheres que te acompanham beijos soraya.

Flor ♥ disse...

Que lindo!!! Estou encantada!

Bjs.