sexta-feira, 25 de abril de 2008

Da minha amiga Lisete

Hoje não penso em tristezas,
meu coração foi reintegrado
e tenho sua posse.
Hoje tudo está claro,
o calor com brisa amena,
meus filhos, sei que estão sãos,
minha casa, fronteira estabelecida.
Hoje caminho leve,
quase nem toco o chão,
nada me incomoda,
nem lembranças, nem nostalgias.
Hoje sou aquela que,
só às vezes, me visita.

Lis

Um comentário:

Maria Rita disse...

Estes versos mostram um pouco de Lispector na nossa querida Lis...