segunda-feira, 1 de junho de 2009

Arrumar o armário....

Arrumar o armário

passei um bom tempo da vida pensando em arrumar o armário

passei um tempo menor da vida realmente arrumando o armário

E nesse arrumar de armário

há um desarrumar de emoções

coisas desaparecidas

aparecem no armário, na mente, no coração.

Pouca coisa é necessária para se arrumar o armário

Um pequeno banco,

uma grande cesta de lixo

alguma criatividade

muita boa-vontade

e tempo

o tempo passa ao se arrumar o armário

passa-se o tempo

ao contrário do sentido do relógio

pensa-se o tempo.

Caixas e gavetas

coisas acumuladas

pastas, recortes, papéis, apostilhas, assuntos

ao arrumar a coleção empilhada

a ampulheta da mente revira

Por que guardei isso no armário e não na memória?

Por que errei esta questão na prova de história?

Lixo!

A bola de ping-pong o gordo atirou na prova de geometria com a área

do círculo ao redor

Lixo!

Um papel dobrado como gaivota

apenas a palavra azul desenhada a pena

(ai, esse tempo que não volta e dá voltas!)

E um pouco do passado é rasgado e jogado na cesta de lixo

Tudo é novamente selecionado

e novamente guardado

no armário e na mente

armariamente

mente novamente armada

armário novamente limpo

tentativa de organizar a memória e o quarto

por pouco tempo

pois mais um quarto da vida será passado

pensando-se em arrumar o armário.

Ângela Carneiro

3 comentários:

Georgia disse...

Lindo Regina!!!

Tudo bem contigo?

Um abraco grande

vivian disse...

Estou precisando arrumar minhas gavetas interiores!
beijinhos

Maria Thereza disse...

Nossa querida amiga, não é pura verdade? Como desarrumamos a mente, com a volta de tantas lembranças, sempre que arrumamos um armario! As vezes é dificil entender o que nos motivou, naquele momento, a decisão de guardar algo. Qual foi o sentimento da hora, o que me determinou guardar tal lembrança. Claro que temos aquelas que nos falam muito e tb nos doem muito. Mas é a parte encantadora da vida que nos projeta e nos afasta do somos e fomos!
Muito obrigada pelo texto, fantastico. Parabéns !!!
Beijãozão!